domingo, 19 de novembro de 2017

Deixa que te diga

Nem sempre o silêncio é desconfortável quando se está com a pessoa certa





 Visite   .....des rêves aux...   Amandine

João Pedro Pais - Faz Tempo

O que é que faltou fazer
Não me dei conta do que aconteceu
Se fiz errado o que é que me deu
Fui feliz contigo

Foi tarde demais
Fiquei aquém do que se pediu
Aquilo que fomos pouca gente viu
Procuro por…

Há já muito tempo que não estou contigo
Sabes se quiseres podes contar comigo
Diz alguma coisa se pensares voltar
Estou à tua espera e vou continuar

Temos coisas para conversar
O que lá vai não voltará a ser
Vou fazer tudo para merecer
Desta é que é de vez
O tempo custa a passar
Não chega o dia
Quero ver para crer
Ter-te ao meu lado e ver acontecer
Vai ser agora

Há já muito tempo que não estou contigo
Sabes se quiseres podes contar comigo
Diz alguma coisa se pensares voltar
Estou à tua espera e vou continuar

Deixa que te diga
Faz como quiseres
Melhor eu não consigo
Mas tudo vou fazer


Há já muito tempo que não estou contigo
Sabes se quiseres podes contar comigo
Diz alguma coisa se pensares voltar
Estou à tua espera e vou continuar


sábado, 4 de novembro de 2017

Confinar

O céu só existe, porque o ser humano não o consegue confinar.


Visite FOTOGRAFIAS Tomás

Sara Tavares - Brincar de Casamento ft. Toty Sa'Med

Prometo não vou esquecer
Prometo não vou perder
O gosto por mergulhar
Nos teus olhos
Afogar todos os meus anseios

(Eu vou) Vou brincar de casamento
(Eu vou) Vou nadar contra a corrente
(Eu vou) Vou roubar o céu para ti
(Eu vou) E te amparar

Os passos, os sonhos, os braços e abraços
Bocas e beijos
As vidas, os planos, as voltas e os laços
Peles e cheiros

Podemos aproveitar
Podemos então largar
Essa manha, esse vai não vem
Que nos demora
Quero buscar dentro de ti todo um incêndio

(Eu vou) Ter o meu nome com teu nome
(Eu vou) Eu vou domar todos os furacões
(Eu vou) Eu vou querer-te para mim
(Eu vou) E te libertar

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Diferente

O diferente causa curiosidade 


Visite - rol de leituras - Teresa Dias 


Mariana Norton – Diferente

Os anos passam por ti
As histórias andam assim
Por mais que tentes mudar

O tempo volta a roubar

E os outonos que chegam sem
Aviso e sem espera
Se queres luz tens de aprender
é na sombra que vais crescer

Se eu for diferente peço a esta gente por um lugar onde descansar
Se eu sou diferente e gostas de mim vou ao fim do mundo atrás de ti

E as horas ditam
O momento grita
Vem comigo inércia
Hoje mesmo és viagem

Se eu for diferente peço a esta gente por um lugar onde descansar
Se eu sou diferente e gostas de mim vou ao fim do mundo atrás de ti

As horas vagas e os caprichos são difíceis de apagar
Toda a dúvida é honesta
Mas é hora de acordar

Se eu for diferente peço a esta gente por um lugar onde descansar
Se eu sou diferente e gostas de mim vou ao fim do mundo atrás de ti